Orthodontic
Unipam 2023
Unipam 2023

Pais de bebê que teve as duas pernas quebradas são presos por tentativa de homicídio em João Pinheiro

Quarta 24/05/2023 - André Amâncio
Fonte: JP Agora
Pais de bebê que teve as duas pernas quebradas são presos por tentativa de homicídio em João Pinheiro
Sicoob Credipatos 3

Os pais de uma bebê que deu entrada no Hospital Municipal de João Pinheiro nesta segunda-feira (22) com as duas pernas e a clavícula quebradas foram presos preventivamente nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil. Em entrevista coletiva realizada nesta manhã, o delegado responsável pelo caso e o capitão da PM local deram detalhes sobre o ocorrido. Confira.

A equipe de reportagem esteve na coletiva de imprensa e transmitiu ao vivo as informações repassadas pelo Dr. Danniel Pedro e pelo Capitão Guido. As autoridades confirmaram os fatos anteriormente divulgados pelo JP Agora que apontavam que a bebê deu entrada no Hospital Municipal com as duas pernas e a clavícula quebradas. O Delegado Dr. Danniel Pedro ainda deu detalhes sobre o depoimento da genitora.

Os pais Sara Silveira Gonçalves e João Paulo Silva de Souza, ambos de 21 anos, foram detidos e encaminhados até a Delegacia de Polícia Civil de João Pinheiro para serem ouvidos pelo delegado na segunda-feira (22), mas somente Sara falou. João Paulo exerceu seu direito ao silêncio, segundo informado pelo Dr. Danniel Pedro.

Criança sofreu três dias com as dores ocasionadas pela lesão

Segundo informado pelo Delegado Dr. Danniel Pedro, Sara informou que as agressões à filha ocorreram na tarde de sexta-feira, 19 de maio, durante uma crise de cólica da criança. Ela contou, ainda, que o pai, João Paulo, começou a bater na filha por conta do choro insistente e, durante as agressões, a arremessou no chão por várias vezes, ocasionando as lesões gravíssimas na bebê.

Ainda de acordo com a versão da jovem, logo após as agressões à bebê, João Paulo começou ameaçá-la de morte caso chamasse a polícia ou levasse a criança para o hospital, o que teria motivado Sara a esperar tanto tempo para prestar socorro à filha. Somente na segunda (22), quando João Paulo foi para o trabalho, que a jovem levou a filha para o hospital e o caso chegou ao conhecimento das autoridades.

Histórico de violência doméstica e pedido de prisão preventiva

Segundo o delegado Danniel Pedro, o casal Sara e João Paulo coleciona episódios de violência doméstica. Neste sentido, o JP Agora apurou, com exclusividade, que João Paulo foi denunciado pelo Ministério Público por lesão corporal por ele ter batido na companheira no dia 19 de julho de 2022. A denúncia em questão foi recebida pela justiça em março de 2023.

Como não havia mais estado de flagrante delito, Sara foi liberada assim que terminou seu depoimento na Delegacia de Polícia Civil de João Pinheiro na segunda-feira (22). Contudo, em razão da gravidade do caso e do histórico do casal, o delegado representou pela prisão preventiva de ambos e o pedido foi acolhido pela justiça, sendo a jovem presa na manhã desta quarta-feira (24). João Paulo já estava preso pelas ameaças à companheira.

Sara e João Paulo continuarão presos até segunda ordem, aguardando o desenrolar das investigações. Ambos serão indiciados por maus tratos qualificado e João Paulo ainda será indiciado por ameaça e tentativa de homicídio qualificado. A depender do resultado das investigações, Sara também poderá responder por tentativa de homicídio por ter se omitido em relação ao ocorrido. A criança segue internada se recuperando dos procedimentos cirúrgicos realizados em Patos de Minas. Em breve, o JP Agora noticiará mais detalhes sobre o caso. Continue acompanhando o site.

Politecnico

Compartilhe


Comentários

Padaria Nova Viçosa
Prefeitura de P.O
MT Imports
Padaria Nova Viçosa
Prefeitura de P.O
MT Imports