Orthodontic
Vestibular 2023
Vestibular 2023

Modelo trans de Patos de Minas vence concurso mundial de beleza na Itália

Natural de Patos de Minas, Victoria Fernandes foi eleita ´Miss T World 2021´.

Sexta 30/09/2022 - André Amâncio
Fonte: G1 Triângulo e Alto Paranaíba
Modelo trans de Patos de Minas vence concurso mundial de beleza na Itália
Sicoob Credipatos 3

A modelo Victoria Fernandes, de 29 anos, foi eleita Miss T World (MTW) 2021, concurso mundial de beleza trans realizado em Bréscia, na Itália, no último fim de semana. Este é o primeiro título deste nível conquistado pela mineira nascida em Patos de Minas, que começou no mundo da moda em 2013.

Devido à pandemia de Covid, a última edição do MTW ocorreu em 2019 e voltou somente neste ano. Por isso, também foram coroadas a modelo de Sorriso (MT), Bella Valentina, como "Miss T World 2020"; e a modelo tailandesa Valunpath Loysanun como "Miss T World 2022". O trio foi o mais bem votado entre 17 candidatas, avaliadas por sete jurados.

O objetivo do MTW, segundo Victoria, é exaltar a beleza da mulher trans, além de dar visibilidade para artistas, estilistas, maquiadores e diversos outros profissionais da comunidade LGBTQIA+.

História

Victoria nasceu e cresceu em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. O interesse em maquiagens, roupas e sapatos femininos começou ainda na infância, quando também gostava de brincar de colocar a toalha na cabeça para imitar cabelo. O comportamento gerava estranheza para a família.

"Minha mãe me levou em uma psicóloga para ajudar a entender porque um garoto de 5 anos se comportava como uma menina. Me lembro que levei todos os desenhos para a médica, que conversava comigo uma vez por semana durante dois meses. O diagnóstico foi que eu era uma criança como qualquer outra".

Porém, anos se passaram e as coisas ficaram mais difíceis para Victoria, principalmente na adolescência, pois sofra bullying na escola e chegou a ser mudar três vezes de colégio.

Além disso, por não se aceitar como menino, aos 13 anos começou a fazer transição sozinha e se automedicava, o que é contraindicado.

"Antigamente não tínhamos um sistema de saúde como hoje, em que as meninas transexuais podem recorrer a especialista para fazer um tratamento hormonal correto", alertou.
Outro ponto foi a aceitação da minha família. "Era tudo novo para eles, que também temiam a covardia das pessoas nas ruas com as pessoas trans. Quando eu saía na rua com as minhas amigas, minha mãe temia pela minha segurança, sempre preocupada se eu ia voltar viva para casa", relembrou.

 

Centro  Politécnico

Compartilhe


Comentários

Padaria Nova Viçosa
Prefeitura de P.O
MT Imports
Padaria Nova Viçosa
Prefeitura de P.O
MT Imports